<=Voltar para o site
Acesso a Área Restrita
Para vizulizar os cadidatos e necessário estar logado no site
Conta:
E-mail:
Senha:
Código de Segurança:
Click on me to change image

<=Voltar para o site
Para recuperar sua senha é preciso que você informe o E-mail que foi informado no ato do seu cadastro.
E-mail:
   
Mulher flagra conversa do marido com outra e divulga em panfletos - Hora de Decidir - Por um Brasil mais justo e melhor!
Mulher flagra conversa do marido com outra e divulga em panfletos
Ela imprimiu a troca de palavras em panfletos e os distribuiu pela cidade
  Matéria publicada em 27 de Julho de 2017 as 12:07:52
   Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução
Uma conversa no WhatsApp virou caso de polícia, em Apucarana, interior do Paraná. Segundo a Polícia Civil, uma mulher flagrou o diálogo do marido com outra no aplicativo de mensagens instantâneas e decidiu se vingar. Ela imprimiu a troca de palavras em panfletos e os distribuiu pela cidade, com o título: "Procura-se um marido".
De acordo com o delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), José Aparecido Jacovós, a esposa ficou irritada após ver que outra mulher estava interessada em seu marido, fez prints da conversa e mandou confeccionar panfletos.
Para que a outra mulher soubesse, o material foi distribuído em frente ao emprego da rival, que procurou a delegacia e registrou um boletim por difamação:
"A mulher queria difamar a concorrente. Essas pessoas acham que a polícia tem a obrigação de resolver esse tipo de situação. Encaminhamos esse caso para o Juizado Especial Criminal. Virou uma verdadeira lavação de roupa suja", conta o delegado, acrescentando que a acusação é contra a mulher que imprimiu os panfletos.
Jacovós destaca que, apesar da confusão, a polícia está centrada na resolução de crimes de maior potencial ofensivo. "A cidade tem 130 mil habitantes. Temos muito o que fazer aqui. As pessoas expõem conversas, mandam nudes e depois chamam a polícia para resolver", lamenta o delegado.
Segundo ele, a mulher vai responder por termo circunstanciado de infração penal, já encaminhado à Justiça, e as partes serão convocadas para uma audiência. O Ministério Público pode propor o pagamento de cesta básica ou serviço comunitário para a mulher que divulgou as conversas.
"Isso na parte criminal. Na cível, a parte prejudicada pode entrar com ação de indenização por danos morais. Ou seja, a titular, que chegou a ir à delegacia e confessou o que fez, pode ter que pagar uma indenização para a suposta amante. O marido será apenas uma testemunha".

 

 
Com Informações GAZETA ONLINE
Fonte: GAZETA ONLINE
           
Enviar Comentários.
Veja também!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
FACEBOOK
PUBLICIDADE
Temos 86 usuarios on-line.
© Todos os direitos reservados a VIA CONECTE
Desenvolvimento PROMIX WEB
"Os justos brilharão como a luz do sol no Reino de Deus" (Mateus 13:43)