<=Voltar para o site
Acesso a Área Restrita
Para vizulizar os cadidatos e necessário estar logado no site
Conta:
E-mail:
Senha:
Código de Segurança:
Click on me to change image

<=Voltar para o site
Para recuperar sua senha é preciso que você informe o E-mail que foi informado no ato do seu cadastro.
E-mail:
   
Vereadores votam pela permanência de carros na Câmara Municipal - Hora de Decidir - Por um Brasil mais justo e melhor!
Vereadores votam pela permanência de carros na Câmara Municipal
Mesa diretora tinha interesse em aprovar doação à prefeitura
  Matéria publicada em 08 de Setembro de 2017 as 11:09:55
   Imagem: Antonio Guimarães
Imagem: Antonio Guimarães
O projeto de Resolução 09/2017 apresentado pela mesa diretora da Câmara Municipal de Xinguara, que teve votação final nesta sexta-feira, 08, e tratava da doação dos carros do legislativo para a prefeitura, revelou o quanto os interesses surgem no mundo político.
A mesa diretora, proponente do Projeto de Resolução, formada pelos vereadores Adair Marinho Presidente, Dorismar Altino vice presidente e Ébia Costa secretária, se valendo da legitima competência regimental apresentou tal projeto.
Evidentemente, pelo que foi visto no decorrer da tramitação do projeto, viu-se que o presidente Adair Marinho vinha tentando persuadir seus pares a votarem a favor. Ao tramitar nas Comissões, órgãos da Câmara responsáveis por emitir pareceres, para só depois ser levado a plenário, votaram contrário a proposição.
Logo que veio a plenário, na quarta, 06, a maioria, formada pelos vereadores Edelton Régio, Olair Reis, Cleomar Cristine, Amilton Cunha (Manga), Leandro Gomes, Raimundo Amâncio (Serraria), José Rosa (irmão Zeca), Jaques Savelina (Jacó) e Vilmar Manoel, votou a favor do parecer, ou seja, mantendo os carros na CMX.
Nesta sexta, quando foi realizado a votação final, a confusão se fez no momento em que Adair Marinho ao realizar a leitura da Ordem do Dia, ocasião em que veio a ser levantado Questão de Ordem pelo vereador Jaques Savelina (Jacó) antes de declarado o resultado, o presidente argumentou que já tinha sido votado e, portanto, não podia mais voltar a atender nenhuma questão que se referisse ao referido projeto, dando a entender que já dava por encerrado a doação dos carros para a prefeitura.
Depois de muita polêmica, de muito barulho, momento em que o vereador Leandro Gomes esbravejou dizendo que ia entrar com o pedido de destituição da mesa diretora. Ai os ânimos foram mais ainda alterados, tendo que ser suspensa a sessão para verificação da filmagem para comprovar o que havia sido proferido.
Ao retomar a sessão, com a análise da assessoria jurídica, emitindo parecer verbal pela decisão de que a votação de fato tinha acontecido e cabia ao presidente proferir o resultado, alguns vereadores recorreram, Jacó pedindo que ocorresse uma nova votação e Olair Reis, que recorreu ao Regimento Interno, fez menção ao artigo 202 “Enquanto o Presidente não tenha proclamado o resultado da votação, o Vereador que já tenha votado poderá retificar o seu voto”.
Se submetendo a pressão dos vereadores, Adair remeteu ao plenário o requerimento para que ocorresse nova votação, que acabou se consolidando a vontade da maioria pela permanência dos carros à serviço dos vereadores, que será regulamentado quanto a forma de uso.
Votaram a favor do projeto, pela doação dos 04 carros, Uno, para a prefeitura, os vereadores Dorismar Altino (Dito), Adair Marinho, Ébia Costa e Roberto Pereira (Yamaha).
Entre os fatos que chamaram a atenção do público, um foi bastante evidente do quanto o legislativo de Xinguara possui inúmeras incoerências: Ao falar pela Liderança de Governo, Leandro Gomes disse que se manifestava pela permanência dos veículos na Câmara. Do mesmo modo falou o Lider do PSDB, Raimundo da Serraria, contrariando seu correligionário Dito do Cinema.
Tais episódios são parte da analise politica quanto a esse projeto de Resolução, considerando que, se de um lado a mesa diretora se dizia interessada em doar os carros ao poder Executivo, o próprio poder Executivo, sob a Liderança de Governo, não concordava com a proposição.
Ainda há quem garanta que de dentro da prefeitura havia integrantes do alto escalão interessados pela não aprovação do projeto, para desbancar as forças de articulação na Câmara, encabeçadas pelo vereador Roberto da Yamaha.
 
(Por Antonio Guimarães)
 
Fonte: Hora de Decidir - Texto Antonio Guimarães
Confira as imagens deste acontecido
           
Enviar Comentários.
Veja também!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
FACEBOOK
PUBLICIDADE
Temos 105 usuarios on-line.
© Todos os direitos reservados a VIA CONECTE
Desenvolvimento PROMIX WEB
"Os justos brilharão como a luz do sol no Reino de Deus" (Mateus 13:43)