<=Voltar para o site
Acesso a Área Restrita
Para vizulizar os cadidatos e necessário estar logado no site
Conta:
E-mail:
Senha:
Código de Segurança:
Click on me to change image

<=Voltar para o site
Para recuperar sua senha é preciso que você informe o E-mail que foi informado no ato do seu cadastro.
E-mail:
   
Artista russo fará performance como Lênin nu em São Paulo - Hora de Decidir - Por um Brasil mais justo e melhor!
Artista russo fará performance como Lênin nu em São Paulo
Público poderá interagir com Fyodor Pavlov-Andreevich em 'Prove-me sou como você', no Sesc Consolação
  Matéria publicada em 26 de Outubro de 2017 as 02:10:22
   Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação
No centenário da Revolução Russa, um Lênin muito diferente do imaginário ficou exposto por cinco dias no Solyanka State Gallery, museu voltado à performance em Moscou. O artista russo e diretor da instituição Fyodor Pavlov-Andreevich, que desde 2008 se divide entre Moscou, Rio, São Paulo e outras cidades do mundo por onde viaja com seu trabalho, permanece deitado nu, por horas, representando o corpo do líder bolchevique na performance "Prove-me sou como você" em seu mausoléu. Em seu novo trabalho, o performer convida o público a interagir com o seu corpo, que atua como um instrumento musical: quanto mais intenso é o toque, mais alta a música. A performance chega ao Brasil a partir do dia 6 de novembro, no Sesc Consolação, em São Paulo, com trilha composta por Arto Lindsay, com a possibilidade de estrear também no Rio de Janeiro em 2018.
— Durante a performance, o corpo deixa de ser meu e passa a ser uma obra de arte. Em um museu, não se pode tocar em pinturas ou escultura, a performance é uma das únicas possibilidades artísticas em que a interação com o público não só é permitida como passa a ser parte da própria obra - observa Fyodor, em entrevista por telefone, de Moscou. — O resultado da performance aqui foi incrível, o público reagiu de forma totalmente imprevisível. Estou muito ansioso para levar o trabalho para São Paulo, porque o público será mais amplo. Como o museu daqui é voltado à performance, o público já sabe o que esperar.
O artista não teme reações mais extremadas por parte do público, após os recentes incidentes envolvendo eventos como a exposição "Queermuseu", cancelada em Porto Alegre, ou a performance "La bête", em que uma criança interagiu com o performer Wagner Schwartz, que estava nu, no MAM-SP. No Sesc Consolação, a classificação indicativa a ser adotada será de 16 anos.
— Queremos trabalhar estas questões, abrir este diálogo com o público. Esse tipo de cerceamento de liberdade de expressão não é exclusivo do Brasil. Na Rússia também tivemos vários problemas assim, também acontece em outros países da Europa e nos Estados Unidos. A performance tem essa característica, de levantar questões, de ajudar as pessoas a buscarem respostas — explica o artista.
 
 
O Globo Online
Fonte: O Globo Online
           
Enviar Comentários.
Veja também!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
FACEBOOK
PUBLICIDADE
Temos 84 usuarios on-line.
© Todos os direitos reservados a VIA CONECTE
Desenvolvimento PROMIX WEB
"Os justos brilharão como a luz do sol no Reino de Deus" (Mateus 13:43)