<=Voltar para o site
Acesso a Área Restrita
Para vizulizar os cadidatos e necessário estar logado no site
Conta:
E-mail:
Senha:
Código de Segurança:
Click on me to change image

<=Voltar para o site
Para recuperar sua senha é preciso que você informe o E-mail que foi informado no ato do seu cadastro.
E-mail:
   
Paciente precisa se enrolar em lençol por falta de roupa cirúrgica em hospital - Hora de Decidir - Por um Brasil mais justo e melhor!
Paciente precisa se enrolar em lençol por falta de roupa cirúrgica em hospital
Situação foi registrada no Hospital Regional de Araguaína. Segundo defensor, pacientes são obrigados a revezar roupa de cama entre si.
  Matéria publicada em 28 de Outubro de 2017 as 07:10:13
   Paciente precisou se enrolar em um lençol de cama por falta de roupa cirúrgica (Foto: TV Anhanguera/Reprodução )
Paciente precisou se enrolar em um lençol de cama por falta de roupa cirúrgica (Foto: TV Anhanguera/Reprodução )
A Defensoria Pública fez uma vistoria no Hospital Regional de Araguaína nesta quinta-feira (27) e apontou uma série de problemas causados por falta de roupa de cama, principalmente nos 20 leitos de UTI e nas salas de centro cirúrgico.
“As pessoas estão nas unidades sem troca diária de roupa de cama, tendo que fazer revezamento entre os pacientes. Ficando dois, até três dias sem a muda da roupa de cama, num local do hospital onde os pacientes ficam submetidos a toda sorte de infecção. O risco de contaminação é altíssimo", diz o defensor público do estado Sandro Ferreira.
Uma foto mostra uma paciente do hospital, que por causa da falta de roupa cirúrgica, teve que ficar enrolada apenas em um lençol. Uma recomendação foi enviada à diretora do hospital Maria Antônia dos Santos, à superintendência de unidades e ao secretário de saúde Marcos Musafi. O relatório cobra uma resolução imediata para a falta do material.
A Defensoria Pública deu um prazo de 48h para o estado responder quais medidas foram tomadas para resolver o problema. Caso contrário, segundo o defensor, serão tomadas medidas judiciais.
"Se nós olharmos a despesa que representa a quantidade de leitos que temos em Araguaína para responder por toda a região macro-norte. São 20 leitos apenas e mais seis salas no centro cirúrgico. Os seja, o estado tem condições dentro da contabilidade pública de fazer frente a essa despesa de maneira emergencial", afirma o defensor.
A Secretaria Estadual de Saúde informou que, sobre a rouparia, já foi realizada a licitação do serviço, que se encontra em fase de contratação. Afirmou ainda que o hospital já comprou material pra confecção de lençóis, que estão sendo produzidos dentro da própria unidade, e que vão ficar prontos no próximo domingo (29).
 
 
Fonte: G1 TO
           
Enviar Comentários.
Veja também!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
FACEBOOK
PUBLICIDADE
Temos 94 usuarios on-line.
© Todos os direitos reservados a VIA CONECTE
Desenvolvimento PROMIX WEB
"Os justos brilharão como a luz do sol no Reino de Deus" (Mateus 13:43)