Unifesspa entrega diploma de número 1.000 em solenidade nesta quarta-feira - Hora de Decidir - Por um Brasil mais justo e melhor!
Unifesspa entrega diploma de número 1.000 em solenidade nesta quarta-feira
Ato histórico registrará o 4º aniversário de criação da Unifesspa
  Matéria publicada em 14 de Junho de 2017
   

Em solenidade histórica marcada para as 16h desta quarta-feira (14), a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) vai entregar o diploma de número 1.000 a um aluno concluinte do Campus de Marabá. O registro e expedição de diplomas da Unifesspa são de responsabilidade do Centro de Registro e Controle Acadêmico (CRCA), que em 5 de fevereiro de 2015 registrou e emitiu o diploma nº 01 da Unifesspa, da concludente do curso de Ciências Sociais, Thayana Silva Junes.


O mesmo ato histórico registrará o 4º aniversário de criação da Unifesspa, a partir do desmembramento do Campus de Marabá vinculado à Universidade Federal do Pará (UFPA). O ato de colação de grau, no auditório da Unidade 1 do Campus de Marabá será coletivo com formandos dos cursos de Licenciatura em Pedagogia, Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais e Licenciatura em Educação do Campo, paraninfos(as) dos formandos, familiares e convidados; professores e técnicos administrativos da Unifesspa e autoridades convidadas. A solenidade será presidida pelo reitor, Maurílio de Abreu Monteiro, professor doutor com atuação no Programa de Pós Graduação do Mestrado em Dinâmicas Territoriais e Sociedade da Amazônia (PDTSA/Unifesspa).


Estão previstos serem entregues treze diplomas de conclusão de curso: 2 de Pedagogia; 4 de Ciências Sociais; e 7 de Educação do Campo, todos vinculados ao Instituto de Ciências Humanas da Unifesspa. As turmas receberam o nome de “Professora Glaucia de Sousa Moreno”, como forma de homenagem a educadora lotada no ICH/Unifesspa. A professora Idelma Santiago da Silva, vice-reitora da Unifesspa foi escolhida paraninfa das turmas. A professora Silvana de Sousa Lourinho será homenageada pela turma de Pedagogia; o professor Cloves Barbosa será homenageado pela turma de Ciências Sociais; e a professora Ailce Margarida Negreiros será homenageada pela turma de Educação do Campo.


Do curso de Pedagogia receberão os diplomas os concludentes Cláudia Luiz Ribeiro Lopes e Nara Camila Carvalho da Silva; do curso de Ciências Sociais receberão o diploma os alunos Jorge Luiz Amador Garcia Junior, Raisa Vidal de Souza, Tatiane Silva Gomes e Tatyana Cortez Ferreira; do curso de Educação do Campo vão receber o diploma os concludentes Aldenora da Silva Pinheiro, Cícera Juscideia Carvalho Ribeiro, Jane da Silva França, Luana Caroline da Cunha Morgado, Luciana de Sousa Silva, Neuza Machado Araújo e Oseas Gomes do Nascimento.


 


Nome das turmas


 


A professora Glaucia Moreno será homenageada, coletivamente, com o nome das turmas que colam grau. Ela é engenheira agrônoma formada pela Universidade Federal do Pará (UFPA), com mestrado em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável pelo Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural da Universidade Federal do Pará, Glaucia Moreno já atuou como coordenadora do curso de Licenciatura em Educação do Campo e diretora da Faculdade de Educação do Campo.


 


Unifesspa completa 4 anos


 


Com sede e foro no município de Marabá (PA) e natureza jurídica de autarquia, vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Unifesspa foi criada no dia 6 de junho de 2013, com a vigência da Lei Federal n.º 12.824, de 5 de junho de 2013, a partir da estrutura da Universidade Federal do Pará (UFPA), tendo como base o desmembramento do Campus de Marabá da UFPA, o qual já contava com maturidade acadêmica para recepcionar a nova instituição de ensino superior. Na concepção inicial, a Unifesspa nasceu como universidade multicampi, sendo constituída pelo Campus de Marabá (sede) e os Campi de Rondon do Pará, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu e Xinguara. Entretanto, a área de abrangência da Unifesspa vai além dos municípios citados, envolvendo os 39 municípios da mesorregião do Sudeste paraense, além de potencial impacto no Norte do Tocantins, Sul do Maranhão e Norte do Mato Grosso.


 


Com o passar dos anos a Unifesspa vem cumprindo o seu papel, através da possibilidade de acesso à educação superior pública de qualidade aos estudantes da região, sem imperativo deslocamento para grandes centros, ensejando a fixação de profissionais qualificados, em cumprimento à função social das universidades públicas, especialmente a Amazônia. Nesta quarta-feira (14), a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará chegará ao milésimo diploma. Para a Unifesspa, essa marca representa, sobretudo, os esforços humanos de docentes, técnicos-administrativos e discentes, bem como esforços materiais e financeiros em um conjunto de macrobalizadores que sustentam e propagam os caminhos desta Instituição Federal de Ensino ao encontro dos objetivos institucionais. “Produzir, sistematizar e difundir conhecimentos filosófico, científico, artístico, cultural e tecnológico, ampliar a formação e as competências do ser humano na perspectiva da construção de uma sociedade justa e democrática e no avanço da qualidade de vida é a nossa missão, e lutamos arduamente dia-a-dia para ser uma universidade inclusiva e de excelência na produção e difusão de conhecimentos de caráter filosófico, científico, artístico, cultural e tecnológico", destacou o reitor Maurílio Monteiro.


 




Fonte: Informações Unifesspa