Everton dá vitória ao Flamengo em cima do Flu pela Sul-Americana - Hora de Decidir - Por um Brasil mais justo e melhor!
Everton dá vitória ao Flamengo em cima do Flu pela Sul-Americana
Foi a terceira vitória do time rubro-negro sobre o tradicional rival na atual temporada.
  Matéria publicada em 26 de Outubro de 2017
   

Com um gol marcado por Everton, no primeiro tempo, o Flamengo derrotou o Fluminense por 1 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Com a vantagem, a equipe rubro-negra só vai precisar de um empate no jogo da volta para garantir a passagem para as semifinais da Copa Sul-Americana. O Fluminense que tinha o mando de campo no primeiro jogo, agora necessita de uma vitória a partir de dois gols para conseguir a classificação na competição. A repetição do mesmo placar a favor do Fluminense vai levar a decisão para a disputa de pênaltis.


A partida foi muito movimentada, principalmente no segundo tempo quando o Fluminense subiu de produção e desperdiçou algumas chances para marcar. No primeiro tempo, o Flamengo foi bem melhor e poderia ter obtido uma vantagem maior. Foi a terceira vitória do time rubro-negro sobre o tradicional rival na atual temporada.


O jogo


O Flamengo começou a partida com mais disposição ofensiva. E logo aos cinco minutos, criou o primeiro mom ento de perigo. Depois de falta do lado esquerdo do ataque, Everton levantou na área, a zaga rebateu e a Réver cabeceou por cima do travessão. Logo depois, Cuellar desarmou Gustavo Scarpa, avançou pela meia e chutou, mas a zaga tricolor bloqueou. O Fluminense encontrava dificuldades para organizar jogadas de ataque por causa da marcação adiantada exercida pela equipe rubro-negra.


Aos 12 minutos, o zagueiro Réver foi atingido de forma violenta por Marcos Júnior e obrigado a deixar o campo. Rhodolfo entrou para formar a dupla com Juan.


O time dirigido por Abel Braga seguia com grande dificuldade de se aproximar da área do Flamengo. Só aos 17 minutos é que Diego Alves fez a primeira defesa ao sair para cortar um cruzamento de Marlon.


Aos 20 minutos, Willian Arão foi lançado pela direita e seu cruzamento foi desviado para escanteio. Na cobrança de Everton, Cavalieri saiu mal e Lucas afastou o perigo. Aos 22 minutos, Lucas Paquetá tentou aproveitar o rebote e encheu o pé, mas a bola foi parar na lateral.


Aos 24 minutos, Diego tabelou com Arão e cruzou, mas Reginaldo salvou. No lance seguinte, Gustavo Scarpa arrancou pelo meio e tocou para Henrique Dourado que foi derrubado na entrada da área. Scarpa bateu com categoria e a bola passou perto da trave direita de Diego Alves.


O Flamengo marcou o primeiro gol aos 26 minutos. Éverton Ribeiro fez ótimo passe para Willian Arão que penetrou e chutou cruzado. Cavalieri desviou, mas Everton chegou antes de Lucas e empurrou para as redes.


O time rubro-negro chegou com perigo novamente aos 30 minutos quando Lucas Paquetá foi lançado na área, mas Diego Cavalieri saiu com precisão e fez a defesa.


Mesmo em desvantagem, o time dirigido por Abel Braga não conseguia criar condições para pressionar o adversário. Henrique Dourado, muito isolado, quase não participava do jogo.


Aos 40 minutos, o Fluminense criou a primeira grande jogada. Marcos Júnior fez ótimo passe nas costas de Juan para a entrada de Henrique Dourado. O Ceifador chutou cruzado e Diego Alves fez grande defesa.


Aos 44 minutos, após combinação com Pará, Cuellar cruzou da direita e Lucas Paquetá tentou de voleio, mas mandou a bola para fora.


Segundo tempo


O Fluminense voltou para o segundo tempo com uma disposição tática mais avançada, para tentar buscar o empate. Logo aos dois minutos, Henrique Dourado bateu, de direita, e a bola passou longe de Diego Alves.


Os dois times exerciam forte marcação no meio campo, o que fazia o jogo ficar truncado. O colombiano Cuellar com precisão nos desarmes e passes, era o destaque do meio campó rubro-negro.


Aos 10 minutos, depois de lançamento na área do Flamengo, todo mundo “furou”. Marcos Júnior chutou de canhota e a bola se chocou com a trave esquerda de Diego Alves.


O lance animou a equipe dirigida por Abel Braga que aumentou a pressão para buscar o gol do empate.Aos 13 minutos, Gustavo Scarpa colocou no ângulo direito e Diego Alves fez grande defesa, espalmando para escanteio.


Para tentar aumentar a força ofensiva, o técnico Abel Braga trocou o volante Orejuela pelo meia Wendel. Aos 21 minutos, após blitz na área rubro-negra,, Sornoza domina, chuta cruzado e a bola passa perto da trave.


O Flamengo não conseguia sair da pressão tricolor e assumiu uma postura defensiva para manter o resultado. Só aos 27 minutos é que o time rubro-negro chegou na área, mas o cruzamento rasteiro de Pará não encontrou ninguém na área.


Logo depois, Abel colocou Wellington Silva que não jogava há muito tempo na vaga de Marcos Júnior. Já Reinaldo Rueda trocou o atacante Everton pelo volante Márcio Araújo para reforçar o sistema defensivo.


Aos 35 minutos, após saída errada da defesa tricolor, a bola ficou com Cuéllar que bateu de fora da área para boa defesa de Cavalieri.


Aos 37 minutos, Trauco levantou na área, Juan se aproveitou da desatenção da zaga tricolor e cabeceou livre. A bola tocou no pé da trave direita e saiu.


Nos minutos finais, o Fluminense pressionou, mas o Flamengo soube se defender e garantir o resultado.


FICHA TÉCNICA


FLUMINENSE 0 X 1 FLAMENGO


Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)


Data: 25 de outubro de 2017 (Quarta-feira)


Horário: 21h45(de Brasília)


Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)


Assistentes: Milcíades Saldívar (Paraguai) e Darío Gaona (Paraguai)


Cartão Amarelo: Marcos Júnior, Wellington Silva (Flu); Lucas Paquetá, Trauco, Pará (Fla)


Gols:


FLAMENGO: Everton, aos 26 minutos do primeiro tempo


FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Reginaldo e Marlon (Robinho); Richard, Orejuela (Wendel), Sornoza e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior (Wellington Silva) e Henrique Dourado


Técnico: Abel Braga


FLAMENGO: Diego Alves ,Pará, Réver (Rhodolfo), Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão, Diego e Everton(Márcio Araújo); Everton Ribeiro e Lucas Paquetá (Felipe Vizeu)


 


Técnico: Reinaldo Rueda


Fonte: Gazeta Esportiva